• Postado: 06 January 2020
  • Categoria: Notícias

NOTA DO SINTEP-PB SOBRE AS RECENTES DECLARAÇÕES DO SECRETÁRIO DE GESTÃO PEDAGÓGICA GABRIEL GOMES

Desde quinta-feira (28), recebemos centenas de denúncias de professores e professoras, vindas das 14 Gerências Regionais de Educação, acerca das exigências feitas pelos gestores escolares sobre uma suposta obrigatoriedade da realização de vídeo-aulas online.

Essas denúncias estão registradas em centenas de prints de mensagens enviadas por gerentes regionais e gestores escolares informando que haviam acabado de sair da reunião com o secretário de Gestão Pedagógica Gabriel Gomes e que a orientação recebida era de que, a partir do dia 01/06, todos os docentes teriam que realizar vídeo-aulas online diariamente. Logo em seguida, centenas de escolas começaram a exigir um horário para que professores e professoras realizassem as tais vídeo-aulas.

Graças à pressão feita diretamente pela categoria e pelo SINTEP-PB, o secretário de Gestão Pedagógica foi obrigado a desautorizar gestores e gerentes regionais, desmentindo as informações veiculadas via grupos de WhatsApp. Por reiteradas vezes, solicitamos ao secretário de Educação, Cláudio Furtado, que qualquer informação ou orientação da SEECT seja enviada por ofício, algo básico na administração pública. Esperamos que tal episódio sirva de exemplo.

Em meio a esta verdadeira “lambança” de Gabriel Gomes, milhares de professores e professoras não receberam seus salários corretamente. Solicitamos a correção salarial urgentemente e um pronunciamento oficial do secretário dando explicações sobre os motivos dos “erros”.

Desde o início da pandemia, buscamos dialogar com o secretário Cláudio Furtado, pois reconhecemos a excepcionalidade da situação. Ajudamos na construção, através do Conselho Estadual de Educação, da resolução 140/2020, que embasou as portarias 418 e 481 da SEECT. Tais normativas permitem, mas não obrigam, o uso de diferentes ferramentas pelos professores e professoras. E o secretário Cláudio Furtado sempre se mostrou sensível à questão da exclusão digital, tanto por parte de estudantes quanto de professores. Esperamos que o seu subordinado não queira desconstruir este diálogo, que sempre foi pautado pela defesa da educação pública e dos nossos estudantes.

O SINTEP-PB é a entidade representativa de todos os trabalhadores e trabalhadoras em educação do Estado da Paraíba, com mais de 40 anos de luta e credibilidade. Liderança não se impõe pelo poder da caneta, conquista-se pelo exemplo, com companheirismo, e não jogando seus comandados na lata do lixo.

SINTEP SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA, NOSSA VOZ!