• Postado: 30 July 2019
  • Categoria: Notícias

Em Mamanguape, Escola Umbelina Garcez está fechada há mais de 30 dias

No último dia 29 de julho, uma representação do SINTEP-PB esteve em Mamanguape, na 14ª Regional, para conferir in loco a denúncia da comunidade a respeito da situação da Escola Estadual Umbelina Garcez. E a realidade é gravíssima!

Há mais de 30 dias as aulas foram suspensas porque o prédio da escola se encontra sem as mínimas condições de funcionamento: rede elétrica e hidráulica danificadas, estrutura do prédio deteriorada, teto encharcado e um matagal que cresceu na área interna e no entorno.

Na ocasião, profissionais da educação, alunos e pais se dirigiram à sede do Ministério Público Estadual para formalizar a denúncia, mas este se encontrava fechado.

O SINTEP-PB imediatamente informou, por telefone, tais fatos ao secretário de Educação da Paraíba, Aléssio Trindade, inclusive, enviando-lhe imagens, e este se comprometeu a enviar de imediato uma equipe da Secretaria à escola e a contratar o serviço para os devidos reparos.

Trabalho infantil, não!

Neste ponto, porém, surgiu uma grave denúncia: a comunidade afirma que a Organização Social ECOS, responsável pela administração e manutenção de parte das escolas da rede estadual, nada fez para zelar pelo prédio e que chegou a responder aos apelos com a negativa de que não iria encaminhar o serviço de capinação do matagal porque “ficaria muito caro”, incentivando, em seguida, os professores a arregimentar estudantes para capinar, “pois aí sairia bem mais barato”.

“O nome disso é incentivo ao trabalho infantil”, afirma o coordenador-geral do SINTEP-PB, Antônio Arruda, “sem falar sobre o descaso da OS com a missão que o Governo lhe confiou e que não vem cumprindo”. O SINTEP-PB seguirá acompanhando esta denúncia e cobrando providências.

Rafael Freire
ASCOM SINTEP-PB