• Postado: 26 July 2022
  • Categoria: Notícias

A CARTA DE NATAL NOS INDICA O ESPERANÇAR COMO EIXO DE NOSSAS AÇÕES

Por Heleno Araújo- Professor da educação básica no estado de Pernambuco e Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

O encerramento da II Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE), que ocorreu entre os dias 15 e 17 de julho, foi uma injeção de ânimo a todos/as lutadores/as da educação em nosso país. Mais de 2500 participantes de todo o Brasil, representantes das 45 entidades que compõem o Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), saíram extasiados com a intensa programação dos 3 dias em Natal (RN).

Iniciada com uma linda marcha que percorreu o centro da cidade, a II CONAPE deixou importantes marcas em todos que dela participaram. Chamada de CONAPE da Esperança, o encontro que teve apresentação de trabalhos acadêmicos diversos, lançamentos de livros da área educacional, inclusive da última edição da Revista Retratos da Escola da CNTE, e muito debate político e estratégico, terminou com a elaboração da Carta de Natal.

Como compromisso coletivo em defesa da educação pública, o lançamento da Carta de Natal no último dia da CONAPE foi um momento ímpar na história de luta dos/as trabalhadores/as em educação de todo o país. Além de mobilizar as entidades educacionais envolvidas na construção da CONAPE, a Carta de Natal apresenta um cronograma imediato da luta política que deve ser travada agora, no atual momento histórico que o país atravessa. As reivindicações e pautas do conjunto do movimento educacional assumem o objetivo estratégico de reconstrução do nosso país, devastado desde o golpe de 2016 contra a ex-Presidenta Dilma Rousseff.

Com uma linda homenagem a Marcelo Arruda, tesoureiro do PT de Foz do Iguaçu assassinado por um fanático bolsonarista nesse mês, a CONAPE ainda clamou pelo fim da violência política em nosso país. Sabemos que a violência faz parte do modus operandi dessa gente que hoje está no poder central do Brasil, em Brasília. Levaram para a esfera federal o seu jeito miliciano de fazer política. Mas isso há de estar chegando ao fim! 

É fundamental que fiquemos atentos às eleições proporcionais nos Estados. Temos que, junto com a eleição de Lula, ampliar a participação de políticos progressistas, humanistas e de esquerda nos parlamentos federal e estaduais. E para isso também se presta a Carta de Natal. Lá, além de apontar a defesa histórica dos princípios basilares do movimento educacional brasileiro, como a defesa da escola pública, gratuita, laica, desmilitarizada e socialmente referenciada, indica a defesa das táticas mais imediatas para o enfrentamento de agora, do atual momento político.

A ideia é que essa Carta seja anunciada publicamente no próximo dia 15 de agosto, como uma plataforma política do conjunto do movimento educacional brasileiro para ser apresentada aos candidatos de todos os níveis nessas eleições de 2022. Em defesa da educação no Brasil, a Carta de Natal apresenta um calendário de ações e mobilização para o próximo período que antecede o primeiro turno das próximas eleições:

  • 15 de agosto: Consolidação do Documento Final aprovado na CONAPE 2022, com as contribuições de nossas plenárias;

  • 15 de agosto: Divulgação da Carta Aberta do FNPE, de orientação ao voto pela educação, pelo Brasil, com diretrizes para a ampliação e consolidação da bancada da educação em todas as esferas de governo;

  • 16 de agosto a 16 de setembro: Movimento “Educação com Lula”;

  • 16 de agosto a 30 de setembro: Campanha do FNPE, em busca de votos pela Educação e pelo Brasil;

  • 17 de setembro, 15h: Pleno do FNPE para avaliação da CONAPE 2022 com a presença da Coordenação dos Fóruns de Educação, no Recife-PE;

  • 18 de setembro, 14h: Ato Político e Cultural Centenário Paulo Freire, na Praça do Carmo, Recife;

  • 19 de setembro, 9h: Plenária Mundial Popular de Educação no Centenário de Paulo Freire. 

Vamos todas e todos nos juntar nessa luta pela reconstrução do nosso país! No próximo mês de setembro nos encontraremos em Recife para, com a disposição e o ânimo que alimentam todo bom militante, na reta final das eleições desse ano, gritarmos juntos/as por um Brasil mais justo e fraterno! Acesse aqui a Carta de Natal, da CONAPE da esperança e do esperançar de Freire, e também faça dela a sua plataforma politica nessas eleições!