• Postado: 23 July 2019
  • Categoria: Notícias

24 de julho | Paralisação dos profissionais em Educação da Paraíba

Nesta quarta-feira, 24 de julho, os profissionais em Educação do Estado da Paraíba irão suspender suas atividades escolares para chamar a atenção da sociedade e cobrar que o governador João Azevedo receba a entidade representativa da categoria, o SINTEP-PB, para apresentar uma pauta de reivindicações. Desde que tomou posse, o atual governador ainda não recebeu o sindicato.

Em João Pessoa, a concentração será às 09h00, na sede do SINTEP-PB, situada na Rua Professor José Coelho, nº 61, Centro. De lá, os trabalhadores e trabalhadoras seguirão em direção ao Palácio do Governo.

Em cada uma das demais 13 regionais, o SINTEP-PB irá com uma comitiva de diretores e associados protocolar o mesmo ofício nas Gerências Regionais de Educação, pedindo a audiência.

“Nossa pauta de reivindicações é extensa, mas os principais pontos são: imediata aprovação do PCCR unificado, respeito à carga horária dos profissionais da Educação, escolha direta para gestor escolar e elevação das gratificações, situação das Escolas Integrais, Cidadãs e do EJA”, afirma Antônio Arruda, coordenador-geral do SINTEP-PB.

O SINTEP-PB defende a revisão e a unificação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos profissionais da Educação com a incorporação das bolsas aos vencimentos, bem como a inclusão dos trabalhadores de apoio, que hoje não possuem plano de carreira. O sindicato tem insistindo na realização de uma audiência com o governador porque é prerrogativa do Poder Executivo enviar à Assembleia Legislativa projetos de lei que gerem despesas aos cofres estaduais.

Rafael Freire
ASCOM SINTEP-PB